6 erros para não cometer com cães filhotes

6 erros para não cometer com cães filhotes

Muitas pessoas têm algum tipo de animal de estimação, mas os cachorros ainda são a grande maioria quanto o assunto é ter um pet dentro de casa. Eles são companheiros e estão sempre prontos para receber muito carinho e brincar a tarde inteira. Se cães mais velhos são incríveis, imagina ter um filhote dentro de casa — é uma loucura, mas uma loucura boa. Filhotes amam brincar e explorar o lugar, além de serem fofos e ótimos para abraçar.

Entretanto, alguns donos costumam cometer erros na criação desses filhotes, e são erros que muitas vezes passam despercebidos pelos tutores. É importante que o seu filhote tenha uma boa criação, isso vai garantir que ele seja um animal sociável e bem educado quando for mais velho. 

Além disso, algumas dicas podem ajudar nessa hora, afinal, os donos precisam se preparar para ter um cãozinho. Se você mora em um lugar com outras pessoas e divide o quintal, instale um portão para cachorro. Se mora em um apartamento, garanta que há espaço para o novo morador poder correr e brincar.

Para garantir que você vai criar o seu cãozinho filhote da melhor maneira, confira os erros que não devem ser cometidos pelos tutores.

1. Adiar o adestramento 

Muitos tutores deixam o adestramento para quando o filhote tem seis meses, mas isso não é o recomendado. A partir do segundo mês de vida, eles podem ser treinados para terem um bom comportamento. É nesse momento que você deve indicar o local certo para fazer xixi ou cocô, onde ficam os potes de comida e água, além de educar para que ele não saia por aí comendo todos os chinelos.

Veja também:  Gestão de Tráfego para Médicos em São João de Meriti

2. Deixar de dar as vacinas

Esse é um erro muito comum entre os donos de filhotes, mas as vacinas são extremamente importantes para a saúde do seu animal. A rede pública de saúde disponibiliza apenas a vacina contra raiva, as demais devem ser aplicadas através de uma rede particular. Os preços variam de acordo com o lugar que você escolher, o importante é manter todas as vacinas do filhote em dia.

3. Não levar para consultas preventivas 

É muito comum que o tutor leve o filhote ao veterinário somente quando ele está apresentando algum sintoma, mas isso não é indicado. Por serem mais sensíveis, os cães filhotes devem ir regularmente ao veterinário para saber se está tudo bem com a saúde deles. 

4. Educar com violência

Sabemos que todos os animais precisam de determinados limites, mas educar usando a violência não é o jeito certo de fazer com que o animal aprenda que algum comportamento está errado. Não use violência física ou verbal com o seu filhote, isso só vai fazer com que ele fique com medo.

5. Dar comida de humanos

A única comida que o seu cão filhote deve receber é a ração apropriada para a idade dele, portanto a comida dos humanos é proibida para eles. Quando você oferece comidas além da ração, elas podem causar problemas digestivos ao animal.

6. Fazer o passeio sem a guia 

Lembre-se que estamos falando de cachorros filhotes, o que eles mais querem é descobrir coisas novas. Por isso, passear sem guia é uma péssima ideia. Além de ser um ato imprudente, em alguns lugares é proibido por lei. A guia é obrigatória independente da idade do animal. Andar com o seu filhote sem a guia pode gerar multas, e você ainda corre o risco de perder o seu animal de vista, sem contar que ele pode acabar sofrendo algum tipo de acidente se for uma rua movimentada.

Veja também:  Gestão de Tráfego para Médicos em Itapevi
marketing medico digital redes sociais instagram

Marketing Médico Digital

Somos empresa com mais de 10 anos de experiência em marketing médico digital. Utilizamos técnicas de neuromarketing para levar o marketing da sua clínica ou consultório a um novo patamar. Atendemos em todo o Brasil. Clique no botão abaixo para falar com nossa equipe.

marketing medico redes sociais instagram